Acompanhamentos, Funcional gourmet, light!, Quero ser fit, Sem glutén

Purê de couve-flor com brócolis 

Juro valendo! Pode acreditar! É muito gostoso e uma ótima opção para o jantar mais fit. Você pode fazer apenas com a couve-flor também. Nessa versão eu usei o brócolis para dar uma incrementada. Só pra você ter uma ideia: nunca gostei de couve-flor cozida! Mas, ela é tão neutra que tenho aprendido mta receita boa. E olha, vou te contar… tá aí um ótimo coringa pra quem quer fazer dieta ou comer melhor. 


O que leva?

– 1 couve-flor 

– 04 ramos de brócolis japonês 

– 01 colher de chá de manteiga (pode ser a ghee)

– 03 colheres (sopa) de leite 

– sal e pimenta do reino a gosto

Como faz? 

– cozinhe o brócolis e a couve-flor em água fervente ou no vapor até ficarem bem cozidos. Em água fervente levou uns 20 minutos. Escorra bem.

– após escorrer, bata a couve-flor e o brócolis no liquidicador ou no mix até virar um creme homogéneo. É coisa rápida! Você também pode usar o processador. 

– em uma panela aquecida, coloque a mistura, a manteiga e o leite. Mexa até desgrudar do fundo da panela. É igual ponto de brigadeiro. Coloque sal e pimenta do reino a gosto. Está pronto!

– se quiser incrementar, pode levar ao forno (200 graus já pré-aquecido) com um pouco de parmesão por cima por uns 10 minutos. Fica perfeito!

[dicaexpress] se fizer só de couve flor, antes de colocar o creme na panela, aqueça a manteiga e coloque uma colher de café de cúrcuma para dar mais sabor ao purê! 

Sugestões de pratos:

– purê de couve-flor e brócolis com bife à parmegiana light (faz o bife, leva ao forno para gratinar com molho de tomate fresco e um pouquinho de parmesão ralado por cima). 

– escondidinho de purê de couve-flor com frango desfiado. Monte as camadas e leve ao forno. Você tb pode fazer de carne moída, queijo branco ou cogumelos salteados. 

Não é uma ótima opção para o jantar? 

Anúncios
Café da manhã, light!, Quero ser fit

Cookie fit sem glúten e lactose

Pra quem está na dieta ou querendo comer melhor, segue uma receita bem prática para o café da manhã! É só amassar banana, juntar com outros dois ingredientes e levar ao forno. Já vi essa receita  com aveia, mas como ela não pode ser consumida por quem tem alergia ao glúten, testei com a quinoa. Ficou bem gostosinho. Não leva doce, então é bom fazer com uma banana bem madurinha. Pra quem é formiguinha, pode colocar um pouco de xylitou ou stevia. Eu fiz sem!


O que leva?

– 01 banana nanica madura

– 01 colher (chá) de cacau em pó 

– 02 colheres (sopa) de quinoa em flocos (usei a real)

Como faz?

– amasse a banana e misture todos os ingredientes.

– unte uma forma com óleo de coco ou manteiga ghee. Faça os bolinhos com a ajuda de uma colher e leve ao forno pré aquecido por 15 minutos a 180 graus.

– deixe esfriar um pouco e bom apetite!


[dica express] se quiser acrescentar mais sabor, coloque um pouco de canela em pó! Você também pode usar açúcar de coco ou coco ralado. Dá pra ir inovando com outros sabores! 

Caldos, Dieta detox!, light!

Creme de inhame com couve 😋

Segue mais uma receitinha da dieta modo hard pós festas. Pra não dizer que essa é totalmente light, fiz crisps de inhame pra jogar por cima. Ficou muito bom! Em equilíbrio, até a gordura é bem-vinda! 

As medidas abaixo servem duas pessoas.


O que leva?

– 04 inhames pequenos ou 02 médios (uns 350g) para o caldo

– 01 inhame médio pra fritar

– couve manteiga picadinha (usei quase metade de um pacote)

– dois dentes de alho amassados

– sal e pimenta do reino a gosto

– manteiga ghee ou azeite (normal, sem ser extra virgem)

– óleo de girassol ou canola

Como faz? 

[o caldo]

– descasque o inhame. Coloque para cozinhar em água suficiente para cobrí-lo. Coloque sal a gosto.

– após cozinhar o inhame, retire do fogo e bata no liquidificador ou mixer em outro recipiente. Coloque a água do cozimento aos poucos até formar um creme. Se colocar água demais, pode ficar ralo. O ideal é ficar bem cremoso. 

– lave a panela e volte para o fogo. Coloque a manteiga ou azeite (eu usei meia colher de chá de manteiga ghee). Doure o alho e coloque a couve picadinha. Deixe refogar por uns dois minutos. Acrescente o creme batido. Mexa e deixe cozinhar por mais uns dois minutos. Coloque Pimenta do reino a gosto, acerte o sal. Se ficar muito grosso, pode colocar um pouco de água e deixar ferver mais um pouco.

[crisps de inhame]

– pegue o inhame médio descascado e rale como se fosse batata-palha. É o mesmo ralo da cenoura…

– aqueça o óleo de canola ou girassol o suficiente para cobrir o inhame. Deixe ficar bem quente.

– jogue o inhame ralado no óleo e frite até ficar douradinho. Pode jogar com a mão mesmo. Se a colher tiver quente, ele vai grudar. Não lave o inhame! É só descascar, ralar e fritar!!! Fica muito melhor que batata frita! Ele pode ficar meio grudado no começo da fritura, mas depois vai se soltar. Você também pode mexer um pouco quando estiver mais dourado para que ele fique mais soltinho. Apesar da gordura, ele fica bem sequinho! 

– coloque o inhame frito no papel toalha e polvilhe um pouco de sal. Após o caldo pronto, é só jogar um pouco do crisps por cima.

Caldos, Dieta detox!, light!

Creme de abóbora com gengibre

Fim de ano não é mole não… haja confraternização, amigo oculto, festas, eventos, ceias e mais ceias pra dar conta. Ufa! Bom demais! O problema são os quilinhos extras que o período deixa pra trás. Para retomar a rotina e deixar esse peso extra pra lá, só reorganizando a alimentação. Esses dias ando no modo hard da dieta. Depois, retomo a comidinha balanceada do dia a dia.

Segue uma das receitas que fiz para esses dias de detox brava! Ah, as medidas são para uma porção, já que estou solitária nessa… rs

O que leva?

– um dente de alho amassado

– 250g de abóbora japonesa sem casca

– água

– gengibre 

– sal e pimenta do reino a gosto

– manteiga ghee, óleo de coco ou azeite (normal/ sem ser extra virgem)

– cottage (opcional)


Como faz?

– Descasque a abóbora e corte em cubos.

– Aqueça o óleo (eu usei meia colher de chá de manteiga ghee) e refogue o alho até dourar. Coloque a abóbora. Deixe uns dois minutos e vá mexendo. Coloque água (pode ser fria) até cobrir a abóbora e coloque o sal e pimenta moída de acordo com seu gosto. Deixe cozinhar até a abóbora ficar macia. Deve levar uns 8 minutos.

– Enquanto isso, rale um pedaço de gengibre sem a casca (ralo mais fino possível). A quantidade vai depender do seu gosto. Ele só vai dar um toque à receita. Sugiro meia colher de café pra quem não tem muito costume. Eu usei uma colher de café.

– Após cozinhar a abóbora, retire a panela do fogo e bata tudo com o mixer na própria panela. Se preferir, pode colocar no liquidificador. Volte o caldo para o fogo, acrescente o gengibre ralado e deixe ferver mais uns dois minutos. Está pronto! 

 [dicaexpress] se quiser, pode colocar uma colher de chá de cottage no centro do prato após servir a sopa. Ele vai garantir uma certa cremosidade e combina bem com a abóbora. Também pode colocar cebolinha e salsinha picadinhas. 

 [papoexpress] eu já consultei muita receita de caldo na internet e o pessoal insiste em colocar aqueles tabletes de caldo de galinha em tudo. Sugiro evitarmos esse tipo de tempero por conta do glutamato. Se vc faz questão do gostinho do frango, compra frango e faz o caldo. Não vejo necessidade de temperar com essas coisas. Use ervas finas, alho, cebola, salsa, cebolinha, açafrão, páprica… qualquer tempero natural. Tenho lido muito sobre alimentação e precisamos ter muito cuidado. 

Lactose free, Lanches, light!

Dica express: crepioca!!!

Gente, primeiro queria dizer que estou muito feliz com os mais de 20 mil acessos do blog. Obrigada por acessarem e se inscreverem para receber novidades! Desculpem a demora para publicar receitas novas. A vida anda corrida! Cheia de fotos no celular e zero tempo para compartilhar. Mas, vou me esforçar pra escrever sempre!

A receita de hoje é um achado daqueles que fica pro resto da vida! Super fácil de fazer, light e bem saborosa. É um crepe de tapioca. A panquequinha pode ser recheada do jeito que você preferir. Achei ótimo pra comer à noite! É uma receita bem procurada por quem malha e faz dieta.

O que leva?

– 2 colheres (sopa) de goma de tapioca (aquelas que você compra pronta)
– 1 ovo
– sal e pimenta a gosto

Como faz?

– Misture os ingredientes numa tigela.

– Aqueça uma frigideira antiaderente em fogo médio e coloque a massa como se fosse fazer uma panqueca. Deixe dourar dos dois lados.

– Se quiser, pode pincelar manteiga. Mas, a massa não gruda na panela antiaderente.

Variações

– Se quiser fazer a massa doce, pode colocar açúcar ou adoçante próprio para cozinhar e gotinhas de baunilha.

– Para deixar a massa mais gostosa, pode colocar queijo ralado como parmesão. Aí já não fica tão light.

– Se quiser ainda mais light, coloque apenas a clara do ovo.

– Opções de recheios: queijos, peito de peru, tomatinho cereja com queijo, frango desfiado com cottage, salada, atum.

20150316-214859.jpg

Lactose free, light!, Massas, Sem glutén

Fusilli com cogumelos… sem glúten e lactose!

Tenho percebido como estamos cada vez mais resistentes ao glúten e à lactose. Eu tenho controlado bastante a ingestão de produtos com leite. Essa receita é uma sugestão bem gostosa (eu gostei!) para quem tem restrições0 alimentares. Os produtos são mais caros, mas vale muito a pena para matar aquela vontade de comer macarrão.

O que leva?

– 1 dente de alho amassado
– 1 cebola pequena
– 1 colher (chá) de molho shoyo
– 1 caixinha de creme de leite de soja
– 200g de shimeji
– 50g de shitake
– 250g de fusilli de quinoa e amaranto (ver foto)
– sal e pimenta moída a gosto
– azeite

Como faz?

– Pique a cebola em cubinhos bem pequenos. Solte o shimeji da base (deixando as “anteninhas” soltas) e corte o shitake em fatias.

– Cozinhe o macarrão em água com um pouco de azeite e sal. Gastei exatos 12 minutos para deixar o fusilli dessa marca no ponto que gosto. Passou um pouquinho do al dente.

– Aqueça o azeite, refogue a cebola até ficar meio dourada. Acrescente o alho e os cogumelos. Coloque o molho shoyo e mexa até os cogumelos murcharem. Cozinhe mais ou menos por cinco minutos.

– Acrescente o creme de leite de soja e deixe ferver por um minuto. Eu usei 2/3 da caixinha para deixar o molho bem grosso. Você pode usar a caixa toda. Depende de como você gosta do molho. Acerte o sal e coloque um pouco de pimenta moída (pode ser a do reino ou um mix de branca, rosa, verde etc)

– Escorra o macarrão e despeje no molho. Mexa e está pronto para servir!

Ps: os cogumelos podem variar de acordo com o seu gosto. Sugiro combinações de paris com funghi ou shimeji com paris!

20141022-232758.jpg

20141022-232750.jpg

Acompanhamentos, light!

Arroz sete grãos

Muita gente não gosta de arroz integral porque acha sem graça, sem sabor. Esse arroz fica muito gostoso, soltinho e mais al dente. Perfeito para acompanhar um peixe grelhado. Espero que gostem!

O que leva?

– 1 xícara (chá) de arroz sete grãos da sua preferência (eu usei o Tio João da foto)
– 1 cebola pequena
– 1 colher (chá) de molho shoyo
– sal a gosto
– azeite

Como faz?

– corte a cebola em cubinhos. Reserve.

– aqueça uma panela, coloque um fio de azeite e frite a cebola até ela ficar marrom.

– coloque o arroz sem lavar, mexa e deixe refogar bem. Coloque o shoyo e mexa. A ideia é fritar bem o arroz.

– coloque água fervendo até cobrir o arroz (mais ou menos um dedo e meio acima). Acerte o sal e deixe cozinhar com a panela tampada por 25 minutos.

– depois de 25 minutos, verifique se está cozido. Eu prefiro ele mais sequinho e al dente. Se quiser mais cozido, coloque um pouco mais de água e deixe cozinhar por mais uns 10 minutos.

– quando estiver ok, misture o arroz e deixe uns dois minutos sem a tampa para secar bem.

Dica: como o arroz sete grãos é mais caro, você pode misturá-lo com arroz integral. Use a proporção meio a meio. É uma forma de fazer render mais.

20141014-012334.jpg

20141014-012743.jpg

light!, Peixe

Salmão em crosta de chia e castanha

Aprendi essa delícia com a minha amiga Sheyla Assunção que sempre contribui com nosso blog. Testei e amei o resultado. A chia é extremamente rica em nutrientes, ajuda acelerar o metabolismo e queimar gorduras localizadas. A receita é bastante fácil, gourmet e nutritiva.

O que leva?

– Salmão em postas com a pele
– Castanha de cajú (pode ser do Pará, pistache, nozes etc)
– Chia
– Sal e pimenta moída a gosto

Como faz?

– triture a chia com a castanha de sua preferência. Eu coloquei em um saquinho de plástico e bati com um martelo daqueles de amaciar bife.

– tempere o salmão com sal e pimenta moída a gosto.

– coloque a mistura de chia e castanha triturada em um prato raso. Aperte o lado do salmão sem a pele nessa “farofa” até que toda a superfície seja coberta. Com cuidado, aperte também as laterais para que a posta fique toda coberta.

– aqueça bem uma frigideira antiaderente (eu usei uma Mto boa de ferro fundido). Coloque o salmão com o lado da farofa para baixo. Deixe por uns três minutos. A ideia é selar essa mistura para ficar crocante. Vire o salmão e deixe a pele para baixo. Agora, deixe grelhar por uns 10 minutos, isto é, até o peixe cozinhar no meio. Para acelerar o processo, você pode tampar a frigideira. Apenas certifique-se de estar bem aquecida para não dar água. Repita o processo de selar nas laterais, deixando mais ou menos 2 minutos de cada lado.

– delicie-se!

Ps: Você pode fazer apenas com a chia que fica super gostoso também! A Sheyla adora essa mistura com pistache. Diz que fica uma delícia. Para acompanhar, recomendo as batatas rústicas ou arroz integral.

20141014-010308.jpg

20141014-013954.jpg

Acompanhamentos, Dica[s] express, light!

Dica express: salada com creme de balsâmico

Adoro saladas e ultimamente estou viciada numa saladinha simples, mas que fica deliciosa. O toque especial é o molho balsâmico que uso para temperá-la. Comprei um da Casa Madeira que estou adorando. Ele tem geléia de morango com pimenta. O sabor tem um leve adocicado. Não uso sal nem azeite. O molho por si só garante o sabor, além de ser mais saudável.
Na minha salada vai mix de folhas (2 tipos de alface, rúcula), tomatinho cereja, lascas de parmesão e ovo cozido. Olha ela aí:

20140407-013800.jpg
Hummm… Deu até água na boca!
>

Acompanhamentos, light!, Petiscos

Abobrinhas maçaricadas

Conheci essa delícia num barzinho em Brasília chamado Loca como tu madre. Lá, eles servem a abobrinha recheada com trio de cogumelos e maçaricada com parmesão. É uma maravilha! Aprendi a fazer a receita no olho e resolvi compartilhar com vcs. Na minha versão, usei dois tipos de cogumelos. Mas, vcs podem incluir o shiitake, por exemplo. Também coloquei tomate cereja no recheio. O toque especial da receita é o maçarico que, até uns dias atrás, ainda não tinha. Ganhei um recentemente do maridão. Agora, é abusar dele…

O que leva?

– abobrinhas italianas (tentar escolher as menores e mais finas)

– 100g de shimeji

– 100g de cogumelo paris

– 10 tomatinhos-cereja

– 2 dentes de alho amassados

– azeite

– parmesão em lascas

– sal e pimenta a gosto

abobrinha maçaricada 3

Como faz?

– Corte as abobrinhas em rodelas com espessura de uns 2 dedos (mais ou menos 3 cm). Elas vão ficar como copinhos a serem recheados. Tire a polpa com cuidado para não remover o fundo. Eu consegui tirar com a ponta do garfo (parte que a gt segura o garfo), mas vc pode usar uma colher de café ou de chá.

– Salpique um pouco de sal e cozinhe as abobrinhas no vapor até ficarem al dente. Outra opção é colocá-las no forno a 180 graus numa assadeira coberta com papel alumínio. O tempo varia de 10 a 15 minutos.

– Retire as abobrinhas do forno ou vapor e verifique se não há água dentro delas. Se tiver, retire. Elas precisam ficar mais sequinhas. Recheie as abobrinhas e cubra com as lascas de parmesão. Leve ao forno (sem papel alumínio) por mais 10 minutos para gratinar.

– Depois de gratinar, é só maçaricar! Eu gosto do queijo bem dourado e tb de passar o maçarico um pouco na lateral das abobrinhas.

Recheio:

– Pique os cogumelos e os tomatinhos.

– Numa panela, aqueça um fio de azeite e frite o alho. Quando tiver dourado, acrescente os cogumelos. Deixe refogar por uns dois minutos e acrescente o tomate. Cozinhe por mais uns dois minutos. Tempere com sal e pimenta do reino. Reserve.

Obs: você também pode refogar os cogumelos na manteiga. Para que ela não fique escura, é só colocar um fio de azeite.

abobrinha maçaricada

abobrinha maçaricada 2